Na hora de fazer um furo…

Se precisas de furar uma parede quer seja de alvenaria (ex: tijolo) ou betão podes escolher entre dois tipos de máquinas: berbequim com percussão ou martelo perfurador.

Ambas as ferramentas utilizam a rotação da broca com impacto para desfazer o o material (ex.: betão) no entanto utilizam mecanismos diferentes para provocar a percussão.

As figuras 1 e 2 ilustram as diferenças entre os dois mecanismos:
- no berbequim existem dois discos dentados que rodam solidários até ao ponto em que “desengrenam” e provocam uma descida brusca um sobre o outro;
 - no martelo perfurador, o impacto é provocado por um pistão ligado a um sistema biela-manivela. Neste sistema um pistão está num cilindro e desloca uma coluna de ar quando se move para a frente e é essa coluna de ar que faz mover um corpo que provoca o impacto na broca.

Figura 1 – Mecanismo de percussão do berbequim
Figura 2 – Mecanismo de percussão do martelo perfurador]

E o que estas diferenças se traduzem na prática?

O mecanismo dos martelos perfuradores proporcionam menor desgaste nos componentes, mais impactos por minuto, e uma maior energia de impacto comparado com o mecanismo dos berbequins com percussão o que a torna a ferramenta preferida dos profissionais.

Na prática, se temos poucos furos para fazer (até 10 mm diâmetro p.e.) então podemos optar por um berbequim com percussão. Contudo, se necessitamos de fazer dezenas de furos e/ou diametros consideráveis (até 28 mm) então sem duvida que se deverá optar pelo martelo perfurador.

Os tipos de brocas usados….

As diferenças nestas duas ferramentas não estão só no mecanismo que proporciona o impacto. Podemos observar também que a forma como fixamos a broca na bucha é feita de forma diferente.

Nos berbequins o aperto da bucha efectua-se de forma manual (com ou sem chave) em que normalmente 3 pinças desfasadas 120º radialmente apertam as brocas cilindricas.

Nos martelos perfuradores a bucha tem um sistema de encaixe rápido chamado de SDSPlus que utiliza uma esfera que prende a broca pelo entalhe próprio.

Podemos admitir então que para os berbequins devemos utilizar brocas cilindricas e para os martelos perfuradores as brocas SDS Plus como se pode ver nas figuras 3 e 4.

Figura 3 – Bucha e broca cilindrica tipica de um berbequim com percussão
Figura 4 - Bucha e broca SDS-Plus tipica de um martelo perfurador

Uma das funções de destaque que normalmente o berbequim possui e o martelo perfurador não, é a possibilidade de seleccionar a velocidade de rotação como exemplifica. Esta função é particularmente útil p.ex. para furar cerâmico em que se pretende uma velocidade de rotação muito baixa e sem percussão.

Já uma particularidade dos martelos perfuradores é a opção de cinzelagem que permite pequenas remoções de materiais com ponteiro ou cinzel.

Ambas as ferramentas possuem a opção de usar ou não percussão (impacto), rotação reversível direita/esquerda e permitem velocidade variável. Depois os modelos variam conforme a capacidade de furo que permitem. 

Nos modelos mais recentes de martelos perfuradores existe a opção de substituição de bucha rápida que permite a utilização de brocas cilindricas como mostra a figura 5. Também existem buchas de brocas cilindricas com adaptador SDS-Plus que podem ser acopladas a qualquer martelo perfurador com o mesmo sistema.

Martelo Perfurador BOSCH GBH 2-28 F

Sendo assim, normalmente, são comercializados berbequins para furar metais, madeira e cerâmicos e os martelos perfuradores essencialmente para betão, alvenaria e pedra.

O berbequim com percussão BOSCH GSB 13 RE e o martelo perfurador BOSCH GBH 2-20D são os modelos mais básicos da linha profissional da BOSCH e apresentam uma relação qualidade/preço muito acima da média tornando-os os mais vendidos da sua categoria na nossa loja.